Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

quinta-feira, janeiro 26, 2017

Suspeito diz que idosa ofereceu R$ 1 mil para ver motorista do Uber morto

Investigado como autor do disparo se apresentou à polícia em Ribeirão Preto.
Jovem foi baleado, mas sobreviveu; suposta mandante e mais 2 estão presas.

 

Do G1 Ribeirão e Franca
Motorista do Uber foi atingido por disparos na cabeça e nas pernas (Foto: Reprodução/EPTV)Motorista do Uber foi atingido por disparos na cabeça e nas pernas (Foto: Reprodução/EPTV)


Um homem de 37 anos, suspeito de balear um motorista de 22 anos do Uber durante um assalto em Ribeirão Preto (SP), se apresentou nesta quarta-feira (25) à Polícia Civil. 

Em depoimento, o segurança disse que a suposta mandante do crime - uma idosa de 67 anos com quem a vítima teria tido um relacionamento - ofereceu a ele R$ 1 mil para executar Nilton César Carvalhaes de Oliveira.

O jovem levou três tiros depois de ser abordado por um casal em 17 de janeiro perto da região conhecida como Favela Mário Covas. 

Segundo o Uber, o assalto aconteceu após a última viagem feita por intermédio do aplicativo. 

A vítima foi internada na unidade de emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE) e submetida a uma cirurgia, mas perdeu a visão do olho esquerdo, segundo a Polícia Civil.

Saiba mais:

O suspeito é uma das quatro pessoas presas por suspeita de participação no assalto. 

Também foram detidas três mulheres, dentre as quais a apontada como mandante do crime e uma mulher que, em outro veículo, teria dado cobertura ao casal que assaltou o motorista.

Segundo o delegado, que deve concluir o inquérito em até 30 dias, os quatro podem responder por tentativa de homicídio. 

Para ele, a suspeita é de que a idosa contratou três conhecidos para dar um "susto" no jovem, com o qual se envolveu, por não aceitar o término do relacionamento.

Segundo a mãe da vítima, Oliveira conheceu a suposta mandante do crime no período em que foi cuidador dela.


Suspeito diz ter recebido adiantamento.

Turra afirma que o suspeito, até então considerado foragido, se apresentou com um advogado no fim da manhã desta quarta-feira na Delegacia de Investigações Gerais de Ribeirão.


Segundo o delegado, o segurança afirmou que, antes do assalto, recebeu uma oferta de R$ 1 mil da idosa para que o motorista do Uber fosse morto. 

Ele disse, de acordo com Turra, que recebeu um adiantamento de R$ 500 e que receberia mais R$ 500 após a morte do motorista.

Turra, no entanto, acredita que o valor em dinheiro oferecido pela morte do motorista tenha sido maior, de R$ 3 mil. 

O suspeito confirmou que após a vítima ser baleada, apesar de negar a intenção de matar o motorista, descartou o revólver em um rio, afirma o delegado. 

A arma, segundo sua versão, tinha sido entregue a ele pela própria mandante do crime.

O suspeito foi alvo de um mandado de prisão por 30 dias e ficará à disposição da Justiça na Cadeia de Santa Rosa de Viterbo (SP). 

Turra confirma já ter ouvido a vítima no hospital e espera concluir o inquérito sobre o caso em até 30 dias depois que o motorista fizer o reconhecimento facial dos suspeitos.

"A princípio instauramos como roubo, agora com essa evolução da investigação os quatro podem responder por tentativa de homicídio e também por roubo, já que levaram o celular e a carteira do rapaz. 

Isso vamos definir até o final do inquérito", disse.
O delegado Ricardo Turra instaurou inquérito para descobrir quem são os outros membros da quadrilha (Foto: Paulo Souza/ EPTV) 
O delegado Ricardo Turra quer concluir inquérito em até 30 dias (Foto: Paulo Souza/ EPTV)
Acusada de mandar matar o jovem de 22 anos por ter rompido o relacionamento amoroso com ela
O criminoso
Cúmplice na empreita do crime


Os dois "Pombinhos" quando viviam juntos























Marca dos tiros


Nenhum comentário: