Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

segunda-feira, setembro 26, 2016

Rômulo Santos Ribeiro deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Alunos da Escola de Ensino Fundamental Mário Lago ...":




Agradeço a sra Gina, pela atenção dada aos alunos da Escola Mario Lago, e deixo aqui meu anseio para que esse projeto permaneça existindo, para que os jovens tenham cada vez mais consciência e respeito pelo mundo em que vivemos.

Grato, Professor Rômulo Ribeiro - Geografia - Escola Mario Lago.







sexta-feira, setembro 23, 2016

Alunos da Escola de Ensino Fundamental Mário Lago em Parauapebas visita ETA


O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas, SAAEP, cumprindo com mais uma agenda de visitas ao sistema de tratamento de água deste município, através do seu Departamento de Educação Ambiental comandado pela Pedagoga Gina Miuki Mikawa Barreto, coordenadora deste setor, acompanhada pelas educadoras ambiental Jacilene Costa e Keli, ciceroneou um grupo de alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Mário Lago, até as ETAs I e II, com o objetivo de transmitir aos jovens estudantes, conhecimentos de todo o processo de captação, tratamento e distribuição de água que é levada para as torneiras dos munícipes. 

Após conclusão da visita, um dos alunos representando seus colegas, dirigiu-se as educadoras ambiental para agradecer pela oportunidade de conhecer todo o processo de tratamento de água desenvolvido pelo SAAEP, que garante uma boa qualidade desse líquido precioso para seus consumidores. 

"A partir de agora vou colaborar para evitar o desperdício de água na minha casa, e falar para meus vizinhos que deixem de lavar a calçada e o carro com mangueira, porque se não, a gente corre o risco de ficar sem água". 

Conclui entusiasmando o aluno. 

Texto: Jornalista Valter DesiderioBarreto

Fotos: Gina Miuki Mikawa Barreto

















Livros didáticos são encontrados abandonados na zona rural

Quinta-feira, 1 de março de 2012

 

Fotos: Valter Desidério

Dezenas de livros didáticos foram encontradas no último final de semana abandonadas e danificadas numa biblioteca localizada na sede do assentamento Carlos Fonseca, a 15 quilômetros do centro de Parauapebas. 
 
A denúncia foi feita à reportagem por Valter Desidério Barreto, que esteve no local, filmou e fotografou o cenário de destruição do material didático.
De acordo com o produtor rural José Neiva de Souza, presidente da Associação dos Agricultores do Assentamento Carlos Fonseca, a biblioteca pertencia à escola municipal 18 de Outubro e era administrada pela Associação dos Agricultores, mas nos últimos meses o espaço tinha sido cedido à Secretaria Municipal de Educação (Semed), que por sua vez não havia protegido e zelado do acervo educacional.

Num programa de televisão veiculado no estado na última terça-feira (28), José Neiva afirmou que ele já havia comunicado a situação de abandono e destruição dos livros na biblioteca, mas ninguém da repartição pública havia tomado providência para impedir o desperdício de dinheiro público.

Procurado pela reportagem, o secretário municipal de Educação, professor Raimundo Oliveira Neto, admitiu que o material didático é mesmo de responsabilidade da Prefeitura de Parauapebas. 
 
Ele explica que o imóvel, construído de madeira, estava trancado, à espera da inauguração da nova escola no assentamento, foi arrombado e os livros jogados ao chão, mas sem nenhum prejuízo para os estudantes da zona rural.
Com relação ao resto de alimento, como trigo e arroz, encontrado na despensa da biblioteca, denunciado como merenda escolar, o secretário esclarece que na lista de produtos adquiridos pelo poder público não existe trigo e nem arroz. 
 
“É possível que os alimentos encontrados da despensa pertençam a algum professor ou mesmo aluno, porque a prefeitura não compra esses produtos para a merenda escolar”, explica o secretário.
Raimundo Neto garantiu à reportagem que não houve nenhum extravio de livros e que todo o acervo já foi recolhido e transferido para o novo prédio da escola municipal 18 de Outubro, onde se encontra à disposição dos discentes do assentamento rural.
 
 

Parauapebas: desapropriação de área feita pelo ex-prefeito Darci Lermen, em 2012, trouxe prejuízos ao município

DARCI-LERMEN-2

Desde que voltou da Bahia, em meados  de 2015, o ex-prefeito de Parauapebas Darci José Lermen (foto) não tem sido admoestado politicamente por seus adversários. 

Faz política pelos bairros periféricos e pela Zona Rural de Parauapebas sem a preocupação de responder a nenhuma questão que envolveu sua gestão a frente da prefeitura de Parauapebas (2004/2012).
O Blog recebeu vasta documentação sobre a desapropriação de uma área de 40,40 ha, à margem da PA-275, ocorrida no apagar das luzes de 2012, quando o ex-prefeito concluía sua gestão. 

Nela, nota-se que o procedimento de desapropriação da referida área teve início através da Portaria 263, de 9 de novembro de 2012. 

Sendo que o processo recebeu Parecer Final de Procedimento (nº 930/2012) da PGM em data de 10 de dezembro de 2012.
A referida área foi adquirida pelo município junto ao Sr. João Malta de Jesus através do Decreto 568/2012 em 07 de dezembro de 2012. 

Para tanto o proprietário recebeu a importância de R$19.550,000,00 (dezenove milhões, quinhentos e cinquenta mil Reais) a título de indenização pela área e imóveis nela edificados.
Narra o Decreto que a área destinar-se-ia à construção de um Complexo Universitário em Parauapebas.
Terreno Zequinha
Segundo a documentação recebida pelo Blog, existem alguns pontos na desapropriação que estão em desacordo com a realidade. 

Um deles refere-se ao relevo da área, que não comporta tal empreendimento. 

Outro ponto é o tempo que se levou desde a Portaria que instaurou o processo até a data final do Decreto desapropriando a área, menos de 30 dias. 

Por último, e segundo a documentação o fato mais grave, o valor pago à época pela área, cerca de R$2.342,000,00 (dois milhões trezentos e quarenta e dois mil Reais) por alqueire.
Em consulta ao Cartório de Registros de Imóveis, verifica-se, ainda, que até a presente data (já se passaram 1.230 dias desde a assinatura do Decreto) a área não foi averbada em nome do município, fato que denota um descumprimento do acordo firmado entre o município e o desapropriado, Sr. João Malta.
Eleitos para serem os olhos da população, cabe ao vereadores investigar os fatos narrados e, se concluído ter havido algum tipo de improbidade, abrir uma Comissão para apuração imediata.
O certo é que cerca de R$20 milhões de Reais foram pagos por uma área que não foi repassada ao município, já que pode-se constatar in loco que a mesma é até hoje usada pelo desapropriado como pastagem para seu gado e venda de cascalho, e que supostamente pouca serventia terá devido ao relevo acidentado. 

Pelo menos para o fim do Decreto ela certamente não servirá.
Cabe ainda ressaltar que o atual governo, ciente de que a área adquirida para a implantação do Complexo Universitário em 2012 não servia para tal, adquiriu junto ao fazendeiro Sidney Rubens de Oliveira Barreto uma área de 126,6335 ha (26 alqueires), na PA-160, pelo valor total de R$13 milhões (R$500,000,00/alqueire), para ali ser implantado tal complexo.
O Blogger procurou o ex-prefeito Darci Lermen (foto) para que o mesmo explicasse o que o motivou a efetivar a aquisição da área por aquele valor, mas o mesmo se limitou a dizer que só se pronunciará a respeito quando for instaurada uma denúncia pela Câmara Municipal de Parauapebas. 

Não nos restou outra alternativa a não ser apelar para os nobres vereadores.


Fonte: Blog do ZEDUDU.

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Parauapebas: Com quociente eleitoral alto, uma vag...":



Põe tendenciosidade nisso!


É mania desses blogs serem contra o Prefeito Valmir! 


Querem a volta do atraso a qualquer custo, não percebem que Valmir foi o que mais trabalhou, não percebem que Valmir foi quem estruturou esta cidade..

DESPEDIDA




Parauapebas minha querida
Está chegando a minha hora
Você faz parte da minha vida
Contigo aqui eu fiz história.


O tempo que aqui fiquei
Amei-te com grande fervor
Do teu “torrão” não esquecerei
Lembrar-me-ei com muito amor.


Tudo o que fiz por ti aqui
Não me arrependo com certeza
A tua falta eu vou sentir
De ti despeço-me com tristeza.


Aos meus fiéis e poucos amigos
Que vou deixando para trás
Como lembrança levo comigo
A sensação de uma doce paz. 


Minha missão aqui cumpri
Na minha forma de pensar
Da mesma forma vou prosseguir
Quando chegar em outro lugar.


Adeus amigos até um dia
Quando aqui eu aparecer
Sai daqui eu já sabia
Não tenho nada o que perder. 


Valter Desiderio Barreto.

quinta-feira, setembro 22, 2016

Parauapebas: Semed entrega 15.000 notebooks a alunos da rede municipal




26/10/2012 - Atualizado em 26/10/2012 - 11:26

 

É hoje, entrega de notebooks para alunos da rede municipal de ensino de Parauapebas

 
Reprodução
A Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizará nesta sexta-feira, 26, a entrega de notebooks a alunos do 6º ao 9º ano de duas escolas da rede pública de ensino, Carlos Henrique e Paulo Freire, em Parauapebas.
Os notebooks serão entregues a 15 mil alunos, matriculados do 6º ano 9º ano, até dezembro.
Serviço: Entrega notebooks a alunos da rede municipal de ensino

Local, data e horário:
– Escola Municipal de Ensino Fundamental Carlos Henrique
26/10 – às 13h00
– Escola Municipal de Ensino Fundamental Paulo Freire
26/10 – às 16h00


Blog do Zé Dudu
PROJETO PARA UTILIZAÇÃO DE TABLETS EM SALAS DE AULA DAS ESCOLAS DO MUNICÍPIO DE PARAUAPEBAS

CANDIDATO ROGÉRIO DA VITRINE APOIA PROJETO DO USO DE TABLET NAS ESCOLAS DO MUNICÍPIO DE PARAUAPEBAS DO CANDIDATO A PREFEITO DARCI LERMEN

Fonte: Governo Federal
Equipe de desenvolvimento do candidato Rogério da Vitrine.

O avanço da tecnologia, com as funcionalidades e os benefícios por ela proporcionados, vem, aos poucos, mudando a forma como tradicionais instituições atuam e como seus processos são aplicados. Um dos maiores exemplos dessa mudança se dá nas escolas. 

Primeiramente vieram os computadores e a inclusão digital para alunos de todas as idades. 

Agora é a vez dos tablets invadirem as salas de aula e revolucionarem o ensino escolar, auxiliando as ferramentas básicas como quadro-negro, giz, lápis e caderno.

Prefeitura de Parauapebas comunica:

A Prefeitura de Parauapebas, por meio do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT) informa que a partir desta sexta-feira (23), haverá mudanças no trânsito do cruzamento que compreende a Rua Santa Maria, Avenida Liberdade e PA 275.

O acesso para o bairro Beira Rio I, deverá ser feito a cerca de 30 metros à frente. A medida será tomada para melhoria do fluxo de veículos no local. 



Prefeitura Municipal de Parauapebas | Assessoria de Comunicação Social
Núcleo de Imprensa | imprensa@parauapebas.pa.gov.br
(94) 3356-0531 / 3346-1005 - Ramal 2079
  | (94) 8807-7734
www.parauapebas.pa.gov.br

Alunos da Escola E.M.E.F Eunice Moreira em Parauapebas visitam Estação de Tratamento de Água.


Sob a coordenação do Departamento Educacional do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas, SAAEP, a Pedagoga GINA MIUKI MIKAWA BARRETO, Chefe daquele departamento, juntamente com as educadoras ambiental JACILENE COSTA e KELI, conduziram os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Eunice Moreira, localizada no bairro Vila Rica, neste município no último dia 21 (quarta-feira) pela manhã, ao Sistema de Tratamento e Abastecimento de Água, cumprindo programa de vista técnica desde 2013, cujo objetivo, é o aprimoramento de conhecimento teórico adquirido sobre o meio ambiente e a natureza, temas que fazem parte da grade curricular aplicado nas escolas de ensino fundamental do município.

Texto do Jornalista Valter Desiderio Barreto
Fotos de Gina Miuki Mikawa Barreto.


Educadora ambiental Jacilene dando explicações aos alunos sobre o processo de tratamento de água.
Sistema de captação de água - rio Parauapebas.


Serviço de utilidade pública, de inteira responsabilidade deste Blog.