Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

segunda-feira, abril 27, 2015

Concluida 8ª leitura da maior biblioteca do mundo em seis anos




Hoje, dia 27 de abril de 2015, conclui pela oitava vez em seis anos, a leitura  da maior e mais importante biblioteca do mundo, composta por 66 livros que superam qualquer biblioteca existente no planeta terra. 

Iniciei sua leitura no dia 12 de julho de 2014, e encerrei hoje as 6: 30 da manhã desta segunda feira. 

Estou me referindo a Bíblia Sagrada, conhecida também por Sagradas Escrituras. 

Tudo começo em 2009 quando conheci a minha esposa Gina Miuki Mikawa Barreto, em Barretos, São Paulo. 

Naquele ano ela enfrentava um tratamento médico para se libertar de um mal que seus médicos não conseguiam curá-la e nem os dez comprimidos que ela tomava por dia, não surtiam nenhum efeito. 

Depois de acompanhá-la por duas vezes aos seus médicos, e ouvir os diagnósticos de sua doença que lhe maltratava com uma interminável dor de cabeça e dor na coluna que a incomodava dia e noite, convidei-lhe para entregar a sua vida de forma incondicional ao Senhor e Salvador Jesus Cristo, afirmando-lhe que só Ele a curaria daqueles incômodos físico e mental, ela não hesitou em aceitar a minha orientação, nos ajoelhamos, e fiz uma oração a Deus entregando-lhe sua vida a Ele, e rogando-lhe que a libertasse daqueles males. 

Levantamos e falei para ela que a partir daquele dia, ela ia estudar a Bíblia Sagrada comigo todos os dias. 

Começamos no dia seguinte a fazer a nossa leitura em Gênesis, só bastou uma semana de dedicação a leitura deste Livro que se constitui na maior e mais importante biblioteca do mundo, para Deus libertá-la definitivamente de todo àquele mal que lhe atormentava tanto, que já não sabia mais o que fazer. 

Completamos seis anos de casados no dia 1º de março deste ano, e para a glória de Deus, minha querida esposa nunca mais sentiu nenhum problema no seu corpo. 

Por que afirmo que este livro é a maior e mais importante biblioteca do mundo sendo que o mesmo é composto de apenas 66 livros ? 

Porque este é o único livro onde nós encontramos respostas para todos os problemas da humanidade, inclusive a origem da criação do universo como também do ser humano. 

Nesta Biblioteca encontramos a história da rebeldia do homem com seu Criador, as consequência da nossa desobediência a Ele, como também aprendemos em suas páginas que a única forma de nos reconciliarmos com Ele, é através do Seu Filho amado Jesus Cristo, convertendo-nos a Ele, e "Nascendo de novo, da água e do Espírito Santo", nos tornando "Novas criaturas". 

Esta Biblioteca é a única capaz de nos suprir de sabedoria, porque as demais existentes no mundo, só podem nos suprir de conhecimentos intelectuais, e aprimorar a nossa inteligência.  Porque a sabedoria é um atributo exclusivo de Deus, o nosso Criador, e para nós sermos beneficiados com ela, precisamos estar com a nossa vida em harmonia e sintonia com Ele. 





























Valter Desiderio Barreto - Igreja viva do Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Barretos, São Paulo. 

Advogado de Limeira aprovado em 5 mestrados nos EUA vai para Harvard

'Quero estar em uma discussão de nível mundial', diz jovem de 28 anos. 

Rafael de Almeida Andrade escolheu estudar com alunos de 70 países.

Alessandro MeirellesDo G1 Piracicaba e Região
Advogado de Limeira que passou para 5 mestrados no Estados Unidos (Foto: Rafael de Almeida Rosa Andrade/Arquivo pessoal)Advogado diz que disciplina faz a diferença (Foto: Rafael de Almeida Rosa Andrade/Arquivo pessoal)

Aos 28 anos, Rafael de Almeida Rosa Andrade fala três idiomas, tem dois livros jurídicos publicados e está prestes a concluir um mestrado na Universidade de São Paulo (USP).

Com experiência de 6 anos como advogado, adquiriu credenciais para o sucesso profissional na área. 

Mas o jovem de Limeira (SP) quer ir além. 
Mais precisamente para os Estados Unidos, onde foi aprovado em cinco cursos de mestrado e escolheu Harvard.

O advogado inicia os estudos no exterior até o final do ano. 

Além do curso em Cambridge, ele poderia optar por bolsas de estudos obtidas em Yale, Stanford, Columbia e Chicago. 

Mas fez a escolha por uma experiência "de nível mundial". 

Em Harvard, o jovem vai estudar em uma turma com 160 alunos de 70 países. 

A seleção durou mais de seis meses em terras americanas.


Formado em direito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), ele conta que a decisão de emendar um mestrado no Brasil com outro no exterior é resultado de uma "curiosidade" acadêmica.

"Estou concluindo um curso na USP e pode soar estranho ir aos EUA fazer mais um mestrado, mas a pesquisa que vou desenvolver lá tem um foco diferente. 


Pretendo compreender melhor determinados aspectos do sistema jurídico norte-americano e dialogar com alguns professores e pesquisadores. 

Ser aceito significa muito pra mim.
 É a chance de estar em uma discussão de nível mundial e influenciar mais do que eu esperava em questões relevantes", disse Andrade.

Advogado de Limeira que passou para 5 mestrados no Estados Unidos (Foto: Rafael de Almeida Rosa Andrade/Arquivo pessoal)Processo de seleção durou mais de 6 meses
(Foto:Rafael de Almeida R. A./Arquivo pessoal)
Disciplina

"Nunca estudei 10 horas por dia, até porque já trabalho. 


O maior segredo é ter disciplina.
 Sempre 'fucei' e fui crescendo. 
Sou extremamente focado e acho que isso pesa. 

Achava que tinha condições de conseguir (uma bolsa), mas não esperava nas cinco", confessa o jovem que atualmente trabalha em São Paulo, onde é associado a um escritório de advocacia.

"Eu fiquei com muita dúvida entre Harvard e Yale. Yale é, atualmente, a melhor faculdade de direito dos EUA e aceita anualmente apenas 20 e poucos alunos do mundo inteiro para o programa de mestrado. 

Harvard, por exemplo, aceita 160, mas possui um núcleo muito forte de pesquisa aplicada em direito societário e direito dos contratos, e eu achei que isso ajudaria muito minha linha de pesquisa", disse.

Andrade ainda ressaltou a localização geográfica de Harvard e o aspecto cosmopolita do campus. 
"Recebe anualmente alunos com históricos muito diferentes e eu achei que isso seria muito interessante para o processo de ensino e discussão sobre o direito."
Futuro

A bolsa de mestrado internacional tem duração de um ano e é parcial. "Não cobre todas as despesas.
 Mas estou me preparando e valerá todo esforço. 

Vou colher os frutos do conhecimento", disse. 

Ele pretende "esticar" a estadia nos EUA por mais um ano após o curso.

"O tempo exato dependerá do sucesso da minha pesquisa e do meu interesse em continuar vinculado a Harvard, aí já como aluno do doutorado", finalizou.

Estado Islâmico mata 5 jornalistas de TV líbia, diz comandante do Exército


Repórteres foram sequestrados em agosto, após viajarem a Benghazi.
Quatro líbios e um egípcio foram degolados; corpos estavam em floresta.

Da Reuters

Militantes do Estado Islâmico cortaram as gargantas de cinco jornalistas que trabalhavam para uma emissora de TV da Líbia na parte oriental do país, disse um comandante do Exército nesta segunda-feira (27).
Os repórteres estavam desaparecidos desde agosto, quando deixaram a cidade de Tobruk depois de cobrir a inauguração do Parlamento eleito do país e viajar para Benghazi. A rota deles passava por Derna, um reduto dos militantes islâmicos.
Faraj al-Barassi, um comandante distrital do Exército no leste da Líbia, afirmou que os militantes leais ao Estado Islâmico foram responsáveis pela morte dos jornalistas, cujos corpos foram encontrados nos arredores da cidade oriental de Bayda.
"Cinco corpos degolados foram encontrados hoje nas florestas da Montanha Verde", afirmou Barrasi à Reuters, referindo-se a uma área pouco povoada a leste de Benghazi. Ele não disse quando os cinco jornalistas devem ter sido mortos.
Os repórteres --quatro líbios e um egípcio-- trabalhavam para a Barqa TV, uma rede de televisão que apoia o federalismo para o leste da Líbia, segundo outros jornalistas.
A Federação Internacional de Jornalistas (IFJ, na sigla em inglês), com sede em Bruxelas, grupo que promove a liberdade de imprensa, disse que os jornalistas tinham sido sequestrados em um posto de controle do Estado Islâmico e foram mortos "recentemente".
"Estamos profundamente chocados com este massacre brutal", declarou o presidente da IFJ, Jim Boumelha. "O Isis (Estado Islâmico) visa horrorizar, mas só podemos sentir grande tristeza e ainda mais vontade de ver os assassinos responsabilizados por seus crimes."
Militantes leais ao Estado Islâmico exploraram um vácuo de segurança na Líbia, onde dois governos e parlamentos aliados a grupos armados estão lutando em várias frentes quatro anos após a derrubada de Muammar Gaddafi.
O governo internacionalmente reconhecido está baseado no leste desde que perdeu o controle da capital Trípoli, em agosto, para uma facção rival, que criou sua própria administração.
A Câmara dos Deputados, o Parlamento eleito da Líbia, também fica no leste desde a sua inauguração, em agosto.
O Estado Islâmico, grupo que tomou partes da Síria e do Iraque, assumiu a responsabilidade pela morte de 30 etíopes e 21 cristãos egípcios, além de ataques a um hotel de Trípoli, embaixadas e campos petrolíferos.

Brasil pede que brasileiro condenado na Indonésia seja levado para hospital

Governo enviou carta na qual disse respeitar a soberania do país asiático.

Laudo feito a pedido da família apontou que Gularte tem esquizofrenia.

Do G1, em Brasília

Rodrigo Gularte (Foto: GloboNews)Rodrigo Gularte, condenado à morte na Indonésia por tráfico de drogas (Foto: GloboNews)
O Ministério das Relações Exteriores enviou neste domingo (26) carta diplomática ao governo indonésio na qual pediu que o brasileiro Rodrigo Gularte, condenado à morte por tráfico de drogas, seja internado em um hospital no país asiático em razão do estado de saúde dele. A informação foi confirmada nesta segunda (27) pelo Itamaraty.

Gularte foi condenado à execução em 2005 por ingressar na Indonésia em 2004 com seis quilos de cocaína escondidos em pranchas de surfe. Laudo médico feito a pedido da família do brasileiro apontou que ele tem esquizofrenia, o que, pela lei indonésia, faria com que ele deixasse de ser executado.

Segundo o Itamaraty, a defesa de Rodrigo Gularte foi comunicada no último sábado (25) que ele seria executado em três dias, após a mais alta corte do país rejeitar as últimas apelações de prisioneiros que integram o chamado "corredor da morte". Com isso, ele pode ser executado a partir da tarde desta segunda (27), início de terça (28) na Indonésia.
"Em nome de toda a família do senhor Rodrigo Gularte, o governo brasileiro formula novo apelo para que seja sustada a execução. Na mesma linha, solicita que seja revista a denegação do pedido de clemência em favor do nacional brasileiro, seja providenciada a sua pronta internação em hospital prisional e seja deferido o pedido de tutela encaminhado pela família do condenado", pediu o governo brasileiro na carta diplomática enviada à Indonésia.

Conforme a assessoria do Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro reconhece a gravidade do crime cometido por Gularte e respeita a soberania da Indonésia. "Mas, levando em conta o estado de saúde dele e questões humanitárias, continuará as gestões para que ele receba tratamento psiquiátrico e seja transferido para um hospital", informou o Itamaraty.

De acordo o ministério, o subsecretário-geral das Comunidades Brasileiras no Exterior, embaixador Carlos Alberto Simas Magalhães, convocou na sexta (24) o encarregado de negócios da Indonésia em Brasília ao Itamaraty para transmitir ao diplomata asiático mais um pedido do Executivo federal para que a pena de morte seja suspensa.
Marco Archer (Foto: Reprodução/TV Globo)O brasileiro Marco Archer, executado na Indonésia
em janeiro (Foto: Reprodução/TV Globo)
Marco Acher
Rodrigo Gularte poderá ser o segundo brasileiro a ser executado na Indonésia. Em janeiro, o carioca Marco Archer Cardoso Moreira foi fuzilado após ser condenado à morte por tráfico de drogas. O fuzilamento do brasileiro gerou uma crise diplomática entre o país asiático e o Brasil.

Após a execução de Marco Acher pela Indonésia em janeiro deste ano, a presidente Dilma Rousseff se disse "consternada e indignada" com o ocorrido e convocou o embaixador brasileiro em Jacarta para consultas.

Em fevereiro, Dilma decidiu adiar o recebimento das credenciais do novo embaixador da Indonésia em Brasília para reavaliar a situação bilateral entre os dois países. Em represália, o Ministério das Relações Exteriores indonésio chamou de volta ao país o embaixador no Brasil, Toto Riyanto, e convocou para uma reunião o então embaixador brasileiro em Jacarta, Paulo Soares, que deixou o comando da chancelaria indonésia em março.

Atualmente, a embaixada do Brasil em Jacarta está sendo chefiada, interinamente, por Leonardo Monteiro, encarregado de negócios da chancelaria indonésia.

A Indonésia reforçou suas penalidades por crimes de tráfico de drogas e voltou a realizar execuções em 2013, depois de uma pausa de cinco anos. Desde o começo do ano, o governo executou seis prisioneiros, entre eles o brasileiro Marco Moreira.

domingo, abril 26, 2015

'Venci meus próprios medos', diz vigilante após título de doutor na PB

Vigilante cursou mestrado e doutorado, estudando durante madrugadas.

José Itamar é doutor em Ciências Sociais pela UFCG.

Taiguara RangelDo G1 PB
Doutor em Ciências Sociais pela UFCG, José Itamar trabalha como vigilante na UEPB (Foto: Júlio César/UEPB)Doutor em Ciências Sociais, José Itamar trabalha como vigilante na UEPB (Foto: Júlio César/UEPB)
Lavador de carros, engraxate, jardineiro e feirante, quando criança e adolescente. 
Vigilante durante mais de duas décadas de sua vida. 
Também professor há quase 20 anos e, agora, doutor em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). 
José Itamar Sales da Silva, aos 46 anos e várias conquistas, não desiste de sonhar: "Venci meus próprios medos. 
Achava que universidade era coisa de rico. 
Agora vou continuar lutando, posso não chegar onde desejo, mas não será por falta de tentativa", ressaltou.

A trajetória de Itamar teve muitos obstáculos, mesmo antes de chegar à profissão que lhe proporcionou a oportunidade de seguir nos estudos. 
O difícil percurso também conta com a perda do pai e as reprovações nas primeiras tentativas de cursar mestrado e doutorado, este concluído há apenas um mês.
Ele já trabalhava como vigilante noturno - "nunca faltei a um expediente", assegura - quando cursou a graduação em História pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).
 Depois começou a lecionar em escolas de Campina Grande, mas continuou na segurança patrimonial enquanto fazia especialização em Gestão Estratégica no Serviço Público e mestrado em Literatura e Interculturalidade, cuja dissertação virou o livro 
"A representação da sogra na obra do poeta Leandro Gomes de Barros".
Doutor em Ciências Sociais pela UFCG, José Itamar trabalha como vigilante na UEPB (Foto: Reprodução/TV Paraíba)Vigilante cursou mestrado e doutorado, estudando durante as madrugadas (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Após a conclusão do doutorado, o próximo sonho de Itamar é ser professor na universidade onde ele trabalha como vigilante há 24 anos. 
"Sonho no futuro ser professor da UEPB ou de uma instituição de ensino superior. 
Ao longo de todo esse tempo, venho tentando capacitar-me para isso.
 Penso em dar essa contribuição que adquiri com meus estudos para a universidade", afirma, destacando que planeja tornar livro sua tese de doutorado "Panela que muito mexe: o Guisado da Cultura Política do Brasil à luz da Literatura de Cordel".
"Achava que terminar o ensino médio era suficiente, aí fiz vestibular por incentivo da minha esposa. 
Depois várias pessoas disseram para eu continuar estudando. 
Muitas vezes os outros pensam que é fácil a vida, que você vai sempre passar e conseguir.
Nem sempre conseguimos de primeira, temos derrotas, mas não devemos desistir. 
Tentei de novo. 
Tinha limitações, um complexo de inferioridade, passei por muitas humilhações.
 Mas sabia das madrugadas que passei estudando. 
Eu não tinha nada, hoje sou formado. 
Filho de um borracheiro analfabeto, homem digno e honrado, do qual tenho muito orgulho. 
Agora sou um vigilante doutor. 
Minha mãe vai ter a alegria de dizer que tem um filho doutor. 
Meu pai, se fosse vivo, teria a alegria de ver um filho dele chegar onde chegou", frisou.