Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

sexta-feira, fevereiro 03, 2017

Temer dá foro privilegiado a Moreira Franco, citado 34 vezes em delação


Moreira vai comandar a Secretaria-Geral da Presidência da República


© Reuters
Política GOVERNO Há 14 Horas POR Folhapress

O presidente Michel Temer anunciou nesta quinta-feira (2) uma minirreforma ministerial em que concede o status de ministro a Moreira Franco.

Hoje secretário-executivo do PPI (Programa de Parcerias em Investimentos), Moreira vai comandar a Secretaria-Geral da Presidência da República, criada na condição de ministério.

Com isso, passa a ter foro privilegiado no STF (Supremo Tribunal Federal).

Ele foi citado 34 vezes na delação premiada de Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht.

Moreira, apelidado de "angorá" na delação, nega irregularidades.

Com o novo cargo, Moreira Franco só pode ser eventualmente julgado pelo Supremo Tribunal Federal.

Além disso, Temer assinou medida provisória criando o Ministério dos Direitos Humanos, que será comandado pela desembargadora aposentada Luislinda Valois.

Ela exercia o cargo de secretária de Promoção da Igualdade Racial, estrutura subordinada ao Ministério da Justiça.

Filiada ao PSDB e considerada a primeira negra a se tornar juíza no país, a magistrada foi escolhida no rastro das críticas ao governo federal de que faltava diversidade na atual equipe ministerial.

Com as mudanças anunciadas, sobe de 26 para 28 o número de ministérios.

Como já havia indicado, o presidente também assinou a nomeação do deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB-BA) para a Secretaria de Governo.

Ele ocupará o cargo vago desde a saída, no ano passado, de Geddel Vieira Lima.

Com as duas novas pastas, o PSDB, o principal partido aliado do governo federal, aumenta seu espaço na Esplanada dos Ministérios e passa a controlar cinco pastas.

Sob pressão da "bancada da bala" na Câmara dos Deputados, o peemedebista também alterou o nome do Ministério da Justiça, que passou a se chamar Ministério da Justiça e da Segurança Pública, que continuará sob o comando de Alexandre de Moraes.

Com informações da Folhapress.


COMENTÁRIO:

O povo brasileiro pode ser enganado, iludido, vilipendiado, insultado, explorado, escravisado, roubado, assaltado, mas burro e otário não !

Todos nós sabemos que o Temer está imitando a Dilma quando tentou blindar o Lula, dando-lhe um cargo de Ministro para que o mesmo usufruísse do tal do "Foro Privilegiado".

Conta outra Sr. Presidente Temer !

Não subestime a inteligência do povo Brasileiro !


Valter Desiderio Barreto.


Barretos, SP., 03 de fevereiro de 2017, às 20: 41.

Nenhum comentário: