Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

quinta-feira, fevereiro 02, 2017

Chimpanzé de santuário é localizado horas após alerta de fuga

Santuário em Sorocaba tem 25 alqueires, o que teria dificultado a localização.
O G1 entrou em contato com dono, que havia confirmado fuga do 'Gilberto'.

 

Adriana Pellegrino e Mayara Corrêa 

Do G1 Sorocaba e Jundiaí

 O chimpanzé “Gilberto”, que estava desaparecido do santuário de primatas mantido pelo GAP (Great Ape Projec / Projeto dos Grandes Primatas), em Sorocaba (SP), foi encontrado no próprio recinto, sete horas após alerta emitido de fuga.

Em entrevista ao G1, o proprietário do local, Pedro Ynterian, chegou a confirmar a fuga, mas explicou depois que o animal foi encontrado fora da jaula em que constuma ficar com mais cinco chimpanzés. 

“Ele escapou [da jaula] e estava em um recinto com mais duas fêmeas”, relata.  

A TV TEM solicitou ao santuário para mostrar que o animal estava bem, mas não teve a entrada autorizada.  


Anteriormente, a equipe do santuário afirmou em nota que esteve empenhada no resgate, seguindo os protocolos de segurança e o Corpo de Bombeiros ficou de sobreaviso para dar qualquer suporte, caso fosse necessário. 

A Polícia Rodoviária também foi acionada para auxiliar nas buscas.

O G1 esteve no santuário em 2014 e conheceu o trabalho feito no local(Veja a galeria de fotos)

A fuga teria acontecido depois que uma funcionária foi fazer a limpeza do local e não fez a contagem direito. 

O responsável pelo GAP afirma que o chimpanzé tem um comportamento “medroso”. 

“Impossível pensar que ele iria abandonar a família”, diz.

Ainda segundo Ynterian, o procedimento nesse caso teria que ser feito por meio de armas com tranquilizantes. 

“A procura seria difícil porque temos uma área total de 25 alqueires”, comenta. 

Espaço total corresponde a  625 mil metros quadrados.

Saiba mais

O chimpanzé que teria fugido, segundo o GAP Brasil, chama-se Gilberto e tem 25 anos e mede 1,5m.

De acordo com informações do site da entidade, o animal é forte e ágil, não é agressivo como outros exemplares e não gosta de contato com humanos.

“Esse chimpanzé veio de um criador do Paraná que reproduzia e vendia os animais. 

Está conosco há treze, acredito que, até o fim da noite, ele deve tentar voltar”, comenta o responsável.
Santuário fica a cerca de 100 metros de residências na zona rural de Sorocaba  (Foto: Mayara Corrêa/G1) 
Santuário fica a cerca de 100 metros de residências a zona rural de Sorocaba (Foto: Mayara Corrêa/G1)
Entorno

A fuga do animal preocupou donos de chácaras na região que ficaram trancados dentro de casa. 


Cerca de 20 famílias que moram ao redor da área, às margens da Estrada da Campininha, zona rural, contam que uma veterinária passou nas casas para orientar os moradores a fecharem portas e janelas. 

O local é de difícil acesso e o caminho de terra foi prejudicado pela chuva. 

Há árvores caídas nas estradas, crateras e pontos de alagamento. 

Uma das entradas do santuário fica a cerca de 500 metros da rodovia Castello Branco (SP-280), onde equipes da Polícia Militar Rodoviária fizeram patrulhamento em busca do chimpanzé.

As casas mais próximas do local ficam a 100 metros de distância. 

Uma moradora que vive há mais de 30 anos no bairro afirma que a fuga de chimpanzés já foi registrada, no mínimo, outras três vezes. 

"É preocupante, pois vários amigos têm criação de outros animais. 

E se o macaco pega alguma criança?", questiona a mulher que prefere ter a identidade preservada.
Funcionária do santuário diz estar trancada por segurança (Foto: Mayara Corrêa/G1) 
Funcionária do santuário diz estar trancada por segurança (Foto: Mayara Corrêa/G1)
Ainda conforme os moradores, o chimpanzé é violento e funcionários ficaram trancados dentro de uma jaula por medida de segurança. 

Em uma mensagem de celular, uma tratadora confirmou a situação. 

O santuário fundado em 2000 fica em uma área cercada de verde e muros altos. 

Atualmente o local abriga 50 chimpanzés e mais outros 250 animais, entre felinos, ursos, pequenos primatas e aves.

Em julho de 2016, um dos chimpanzés atacou uma funcionária do santuário, que teve fraturas expostas nos membros. 

A mulher, de 45 anos, atuava como tratadora há oito anos no local, dando alimentos e mantendo a limpeza do espaço do animais.
Santuário de primatas em Sorocaba (Foto: Geraldo Jr./G1)Santuário de primatas está localizado em Sorocaba (Foto: Geraldo Jr./G1)

Nenhum comentário: