Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

sábado, dezembro 17, 2016

Temer cancela viagem para inaugurar complexo da Vale devido à chuva


Cerimônia de inauguração do complexo S11D Eliezer Batista, da Vale, em Canaã dos Carajás, sem a presença do presidente Michel Temer (Foto: Reprodução/site Vale)


 

Ele faria primeira visita à região Norte como presidente da República; com cancelamento da viagem, Temer foi representado no evento pelo ministro de Minas e Energia.

 



O presidente Michel Temer decidiu neste sábado (17) cancelar viagem ao município de Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará, onde participaria da inauguração de um projeto da Vale. 


De acordo com a assessoria da Presidência da República, ele decidiu não viajar devido à forte chuva na cidade paraense. 


A viagem ao Pará seria a primeira de Temer para a região Norte desde que ele assumiu como presidente da República. 


Inicialmente, a previsão era de que o presidente participasse da cerimônia de inauguração do complexo S11D Eliezer Batista, o maior projeto de minério de ferro da história da Vale. 

Depois, Temer faria um pronunciamento e retornaria à Brasília. 


No evento, ele foi representado pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coêlho Filho. 


De acordo com a assessoria da Presidência, Temer permanecerá durante todo o fim de semana em Brasília, sem compromissos oficiais.

Projeto S11D



A previsão da Vale é que o projeto entre em operação comercial em janeiro, com produção de até 90 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. 


No total, a Vale deve investir no projeto US$ 14,3 bilhões, dos quais US$ 6,4 bilhões aplicados na implantação da mina e da usina e US$ 7,9 bilhões referentes à construção de um ramal ferroviário de 101 quilômetros, à expansão da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e à ampliação do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís (MA). 


A estrutura da mina e da usina de processamento de minério de ferro conta com três linhas de produção, cada uma com capacidade de processamento de 30 milhões de toneladas por ano.







Mina do projeto S11D, da Vale, em Canaã dos Carajás (PA) (Foto: Agência Vale).


















COMENTÁRIO:

A mineradora Vale vai destruir o município de Canaã dos Carajás como destruiu o município de Parauapebas.


Valter Desiderio Barreto, direto de Barretos, São Paulo, para o mundo.
 

Nenhum comentário: