Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

quarta-feira, dezembro 21, 2016

Funcionário de banco atira em duas colegas de trabalho na Bahia, diz PM

Crime ocorreu na tarde desta quarta, na Caixa Econômica, em Salvador.
Vítimas foram socorridas para 2 hospitais; estado de saúde é desconhecido.

 

Do G1 BA
Crime ocorreu no prédio da Caixa Econômica Federal, em Salvador (Foto: Henrique Mendes/G1)Crime ocorreu no prédio da Caixa Econômica Federal, em Salvador (Foto: Henrique Mendes/G1)


Um funcionário de um escritório da Caixa Econômica Federal atirou em duas colegas de trabalho e depois se matou, na tarde desta quarta-feira (21), em Salvador

A informação foi divulgada pela assessoria de comunicação da Polícia Militar. 

A assessoria da Caixa Econômica confirmou o ocorrido.
Familiares de funcionários estão na porta do prédio em busca de notícias (Foto: Henrique Mendes/G1)Familiares de funcionários estão na porta do prédio
em busca de notícias (Foto: Henrique Mendes/G1)


O caso ocorreu, por volta das 14 horas, no Centro Empresarial Dois de Julho, na Avenida Paralela, onde fica o escritório da empresa. 

Segundo a polícia, o crime foi durante o expediente. 

Não há informações sobre o que motivou o ataque do funcionário contra os colegas.

As duas vítimas, que não tiveram identidades divulgadas, foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Geral do Estado (HGE) e para o Hospital São Rafael, ambos na capital baiana. 

Não há informações sobre estado de saúde delas. 

Uma viatura da 82ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi acionada e encaminhada ao local do crime.

Em nota, a Caixa informou que os detalhes sobre o ocorrido serão repassados exclusivamente às autoridades policiais. 

A empresa divulgou, ainda, que está contribuindo com o trabalho de investigação e prestando suporte aos empregados e familiares envolvidos.
Duas pessoas ficaram feridas durante o ataque do funcionário (Foto: Henrique Mendes/G1)Duas pessoas ficaram feridas durante o ataque do funcionário (Foto: Henrique Mendes/G1)

Nenhum comentário: