Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

quinta-feira, outubro 20, 2016

Operação investiga pagamento ilícito a vereadores de Parauapebas, no Pará

20 outubro 2016 | 8:40


Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Uma operação realizada na manhã desta quinta-feira (20) pelo Ministério Público do Pará (MPPA) investiga denúncias de corrupção na câmara de vereadores do município de Parauapebas, no sudeste do Pará. 

A operação foi desencadeada após promotores do MPPA terem acesso a vídeos registrando o pagamento de propinas a vereadores do município. 

O G1 tenta contato com os advogados dos suspeitos de participação no esquema. 

A equipe do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do MPPA cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão em seis endereços durante a manhã desta quinta, entre eles, a Prefeitura de Parauapebas. 

Dois empresários do município tiveram a prisão decretada por participação no esquema e um deles foi preso no início da manhã. 

O empresário preso é Hamilton Ribeiro, proprietário de uma construtora e de uma imobiliária que prestam serviços à prefeitura municipal e é suspeito de comandar um esquema de pagamento de propina na câmara de vereadores. 

O sobrinho do empresário, Pedro Ribeiro, é apontado como o responsável por fazer os pagamentos ilegais e é alvo de um mandado de prisão temporária da operação. 

Um dos locais de busca e apreensão da operação é a casa do vereador do Charles Borges (PROS), que será levado à sede do MPPA na cidade para prestar esclarecimentos. 

A Justiça determinou também o afastamento do vereador Maridé Gomes (PSC), por suspeita de participação no esquema. 

Veja o vídeo.

 Fonte:

Nenhum comentário: