Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

sábado, outubro 22, 2016

Marco Atílio - Carta aberta a Marcelo Catalão



Caro Marcelo,

Lamento, em 2016 você deixou o cavalo selado passar e não montou.

No auge da crise de popularidade do prefeito Valmir, na qual quem mais trabalhava na administração eram agentes da Polícia Federal e do GAECO, você teve a oportunidade de se desvincular totalmente da antiga e atual gestão, mas não o fez. 

Era o momento de apresentar-se como uma alternativa viável para a cidade, mas ficaste imóvel. 
 
Um verdadeiro poste.

Poderias ter explicado tua saída do governo Darci, que não concordavas com o modelo e a forma de gestão do ex-petista. 
 
Deverias ter assumido uma clara oposição ao atual governo, não o fizestes.

Caro Marcelo, naquele momento não seria difícil convencer os eleitores e você não percebeu. 
 
Você ficou assistindo a tudo.

Marcelo, o tempo passa implacavelmente, mas parece que você sempre espera por algo. 

Após alguns meses, o que você devia ter feito, Darci veio da Bahia e fez.

Darci se separou do PT justamente pelo apoio de seus vereadores ao atual governo. 
 
Era constrangedor. 
 
Com essa manobra, Darci ocupou o lugar da oposição ao PT e ao governo Valmir. 
 
Como diria um amigo nosso: Darci tem um cérebro e faz uso dele. 

E assim foi-se o cavalo, Marcelo. 

Marcelo, seus erros não pararam por aí. 

Meses antes das convenções, você procurava por um partido,  tinha vários a sua disposição: PMDB, PDT, PSB, REDE e etc. 
 
Você escolheu filiar-se em um partido de vagabundos e notórios ladrões, o DEM, o mais complicado de todos. 
 
Marcelo, o Pará não é o Goiás, nem Parauapebas é Curionópolis. 

O DEM reforça em você uma imagem da qual você deve tentar se livrar, a de que és apenas um filho de fazendeiro, daqueles que se emocionam ao lado de um cantor de música sertaneja. 

Quem o conhece, Marcelo, sabe que és uma figura humana de primeira grandeza, sabe que Parauapebas estaria em boas mãos, mas apenas quem o conhece, numa eleição esterótipos e símbolos são verdadeiras muralhas para os eleitores e candidatos, tens que perceber isso.

Para a população, ver um filiado ao DEM falar em moral e ética é como ver um show de stand up comedy, é pra chorar de rir, mais chorar do que rir. 

Para ficar somente nesses erros, o resumo da obra é que você, Marcelo, passou em poucos meses de um provável forte candidato para um mero coadjuvante. 

Não fosse o que te aguarda no futuro, eu diria que o resultado nas urnas foi um enorme fracasso. 
 
Marcelo, você tem que ter consciência que sua campanha passou de potencialmente vitoriosa para uma de mera projeção. 
 
Não é tão ruim assim, não é mesmo. 
 
Então, faça-me um favor: engula o choro! 

Espero que tenhas aprendido. 
 
Derrotas servem para isso, para aprender. 
 
Não perca essa oportunidade, pois apesar dos erros você ainda tem uma estrada pavimentada pela frente. 
 
Não há ninguém com o mesmo potencial que você na fila de sucessão. 

Se teus neurônios tiverem funcionalidades, assumirás a liderança da oposição ao governo Darci, aguardando um sentimento de mudança vindouro, sempre há de vir. 

Não seja modesto em denunciar os erros do governo, pois eles sempre existem. 

Seja firme na oposição!

Por fim, não me confundas com mãe Dinah, meu nome é Marco Atílio, mas não tenho o menor receio de fazer uma previsão: provavelmente em 2020 ou 2024 você será eleito prefeito de Parauapebas. 

Claro, partindo do pressuposto que você entende e aceita que essa eleição foi mais um passo para consolidá-lo na política local, caminho que se iniciou em sua campanha para deputado em 2014.

Como diria Charlie Chaplin, "a persistência é o caminho do êxito". Foi assim com Darci e Valmir, será contigo. 
Marcelo, é evidente que tu és o próximo da fila, infelizmente a fila só anda a cada 4 anos.

Sinceramente, com carinho!

Marco Atílio - Analista político para o Blog Sol do Carajás - Eleições de 2016
 
 
Fonte: Blog Sol do Carajás. 

Nenhum comentário: