Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

quinta-feira, outubro 27, 2016

Imagens que podem explicar como é gasto os repasses da Prefeitura Municipal de Parauapebas ao SAAEP


Recebemos denúncias de moradores da Palmares II, alegando que o SAAEP deu início a construção de uma ETA naquela localidade para atender seus moradores e que até hoje, a tal construção não foi concluída.

Os autores da denúncias que não vou revelar suas identidades, alegam que o local escolhido para a construção desta ETA, é inadequado, porque além do rio que seria usado para a captação de água não ter um volume de água suficiente para abastecer o reservatório para ser distribuído nas casas de mais de 20 mil habitantes daquela comunidade, animais como gado, passeiam no local fazendo suas necessidades como beber água, urinar e defecar dentro daquela água que seria utilizada pelos moradores. 

Eles ainda solicitam que o prefeito Valmir Queiroz Mariano antes de entregar seu cargo ao seu sucessor, faça uma visita aquela localidade para confirmar a veracidade desta denúncia que nos foi enviada através do nosso e-mail acompanhada de diversas fotos, mostrando o flagrante do desperdício com o dinheiro do contribuinte. 

Infelizmente, o histórico do SAAEP, é o mesmo, sempre foi usado para servir de trampolim para carreira política dos seus gestores, a partir do Devanir Martins que foi eleito as custas desta autarquia, depois sua esposa, que não conseguiu se eleger este ano. 

A diferença esse ano, é que não foi gestor do SAAEP o eleito, mas o vereador com poder de tirar e colocar gestores, e até demitir servidores contratados que prestavam serviços a autarquia por muitos anos como o Adão e outros, substituindo pelos seus aliados, foi reeleito.  

A comunidade que precisa receber água devidamente tratada, sempre é mais um detalhe em época de eleições municipais, como está acontecendo este ano, que depois das eleições, o SAAEP ficou quebrado igual arroz de 5ª categoria, que nem gasolina para abastecer os transportes necessários para atender as demandas da autarquia não estão tendo condições de comprar. 

O prefeito Valmir Queiroz Mariano, sempre cumpriu com sua parte como gestor público, fazendo os repasses mensalmente durante o ano inteiro, como consta na matéria do  site "Pebinha de Açúcar", para manter o funcionamento desta autarquia que ainda não conseguiu sobreviver sem os repasses da PMP.  

Nossa sugestão é,  já que o SAAEP durante esses 28 anos de emancipação política e administrativa não teve competência de se auto-sustentar como uma verdadeira autarquia, que o próximo gestor do município terceirize esse apêndice da Prefeitura Municipal de Parauapebas como fez o município de Araguaína no Tocantins, que terceirizou esse tipo de serviço essencial para a população, (porque sem água ninguém vive), para a empresa Odebrecht, e ninguém daquele município tocantinense vive reclamando de falta de água em suas torneiras. 


Valter Desiderio Barreto, direto de São Paulo para o mundo. 





Nenhum comentário: