Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

sexta-feira, outubro 28, 2016

DEPOIMENTO DE UMA EX-TESTEMUNHA DE JEOVÁ: TUDO AQUILO ESTAVA ME SUFOCANDO!


Me chamo Fernando, tenho 28 anos, sou do Rio de Janeiro. 

Deixei de ser Testemunha de Jeová há 2 anos.

Por volta dos meus 5 anos de idade, minha mãe se tornou Testemunha, atraída pelas promessas da Torre de Vigia e pelo "amor cristão" existente na congregação, que de alguma forma serviram de consolo para alguns problemas familiares que passávamos na época. 

Meu pai nunca se tornou TJ. 

Estudou, mas nunca frequentou as reuniões. 

Acredito que ele apoiava a posição da minha mãe em criar eu e minha irmã como TJs por comodismo.

Nossa família é de origem pobre e de pouca escolaridade, presa fácil para a doutrinação da Torre de Vigia. 

Meu pai faleceu quando eu tinha 19 anos, e por influência da religião não entrei numa faculdade nessa época.

Enquanto Testemunha de Jeová, fiz boas amizades e servi como servo ministerial (equivalente a um privilégio dentro da congregação). 

Entreguei o cargo após começar a questionar os ensinos e ter contato com o Fórum e os livros de Raymond Franz. 

Fiquei 2 anos "infiltrado", construindo uma vida não TJ em paralelo, mas me sentindo cada vez mais sufocado por tudo aquilo, até que decidi me afastar. 

Os anciãos (equivalente a pastor) ficaram me perseguindo, até que aceitei conversar com eles uma vez e abri o jogo. 

Não me desassociaram na ocasião, apenas 4 meses após quando postei uma foto com um amigo meu de infância, o Arthur Prado aqui do grupo, que já era ex-TJ e conhecido como "apóstata". 

Usaram essa foto como evidência para a desassociação. 

Na verdade eles estavam à espera de qualquer coisa palpável que pudessem usar contra mim com intuito de me silenciar. 

Como minha vida já tinha andado, nem perdi meu tempo com comissões judicativas (tribunal eclesiástico das TJs), nem nada, simplesmente cortei o vínculo com tudo relacionado às Testemunhas de Jeová.

Hoje vivo bem. 

Ainda tenho amizade com alguns TJs (óbvio que sem o conhecimento da congregação) e fiz muitos novos amigos. 

Consegui recuperar o tempo perdido na Torre, e aos poucos a minha vida acadêmica, pessoal e profissional está entrando nos eixos.

Minha namorada também é ex-Testemunha de Jeová, desassociada por assumir o namoro. 

Minha irmã está afastada há 10 anos. 

Minha mãe, apesar de ainda ser TJ, mantém uma boa relação comigo.

Atualmente sou ateu, até que se prove o contrário... rsrs
Aproveito para parabenizar cada membro desse grupo pela força moral de superar uma seita tão manipuladora como a Organização Torre de Vigia.

Um grande abraço meus amados irmãos e irmãs!! 

Perfil do Fernando Silva no Facebook:

Nenhum comentário: