Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

segunda-feira, outubro 03, 2016

A PÁTRIA SUPERIOR, O LAR DE DESCANSO ETERNO DE TODOS


No primeiro do ano da era Lula na Presidência da República, o slogan das suas campanhas era “Brasil, um País de todos” criado pelo publicitário Duda Mendonça em 2002. 
 
A marca foi adotada por todos os órgãos do governo federal em suas campanhas de publicidade e divulgação de atos administrativos e programas. 
 
Aparentemente, o governo brasileiro desejava vender a imagem de que de que o Brasil é um país onde todos têm um lugar ao sol, independentemente de sua origem, raça, credo, etnia ou posição social. 
 
Por isso o uso de diversas cores na marca.

Se isso é verdade na prática, não nos compete analisar aqui. 
 
O fato é que o lema pinta um país ideal, desprovido de preconceitos, onde representantes de todos os povos encontram guarida e tem oportunidade de viver uma vida digna.

Esse lema se aproxima bastante do ideal que Deus tem para Seu povo fiel. 
 
Em Hebreus 11:16 Deus diz que preparou uma cidade para os Seus fiéis: “Em vez disso, esperavam eles uma pátria melhor, isto é, a pátria celestial. Por essa razão Deus não se envergonha de ser chamado o Deus deles, pois preparou-lhes uma cidade”. 
 
Paulo claramente explica neste verso que o lar verdadeiro dos homens do Antigo testamento, bem como dos que pertencem à nova ordem, a era cristã, não estava na Terra, mas na cidade superior em que haviam colocado o coração; isto é, a cidade celestial. I Pedro 2:11 mencionou que enquanto viviam neste mundo eles eram “peregrinos e forasteiros”, e como os filipenses a quem o apóstolo Paulo escreveu, sua “pátria” está no Céu (Fp 3:20). 

Semelhantemente, nós, cristãos somos peregrinos nesta vida, pessoas em trânsito na Terra. 
 
Como os heróis de Hebreus 11, somos “estrangeiros e peregrinos sobre a Terra”  e desejamos “uma pátria superior”.

No sentido literal da palavra, este mundo não é nosso lar. 
 
Caminhamos na Terra sob o olhar de Deus e na direção de Deus rumo à nossa esperança eterna.

O sonho de um mundo melhor do que o presente tem animado os cristãos de todas as épocas, a serem fiéis ao seu legado. 
 
Jesus assegura-nos que existe esse mundo melhor. 
 
Chamou-lhe de “casa de Meu Pai”.  
 
Ele prometeu um lugar para cada crente fiel quando disse: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. 
 
Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também” (João 14:1-3). 
 
Paulo, escrevendo aos hebreus, disse de Abraão: “Pois ele esperava a cidade que tem alicerces, cujo arquiteto e edificador é Deus” (Hebreus 11:10, ).  
 
O apóstolo João nos revela o seu nome: “Farei do vencedor uma coluna no santuário do meu Deus, e dali ele jamais sairá. 
 
Escreverei nele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu da parte de Deus; e também escreverei nele o meu novo nome” (Apocalipse 3:12, ). 
 
No capítulo 21 de Apocalipse ele faz uma fascinante descrição da cidade, inclusive suas dimensões. 
 
Declara ele que a cidade tem doze portais, feitos de pérolas; que as paredes são jaspe e as ruas, ouro. 
 
Fala de um rio da vida e uma árvore da vida, ali existentes. 
 
Sim existe ampla prova bíblica de que existe no Céu uma cidade literal, que descerá à Terra no fim do milênio (Ap 21:2, 10), que um dia será habitada por todos os redimidos do Senhor. 
 
A Canaã terrestre e a Jerusalém terrestre eram parábolas temporárias apontando para o descanso eterno dos santos, a cidade bem fundada por Deus.

Nessa nova cidade que Deus preparou, a incerteza, a angústia, a morte, a dor e o sofrimento não mais existirão. “Nenhum morador de Sião dirá: "Estou doente! "E os pecados dos que ali habitam serão perdoados” (Isaías 33:24,). “Então se abrirão os olhos dos cegos e se destaparão os ouvidos dos surdos. 
 
Então os coxos saltarão como o cervo, e a língua do mudo cantará de alegria. Águas irromperão no ermo e riachos no deserto” (Isaías 35:5,6,). “Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. 
 
Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou" (Apocalipse 21:4, ).  
 
Quão frisante é o contraste entre a vida presente com suas tragédias, pesares e quebranto, e esta nova ordem social prometida nas Escrituras! 
 
Quão diferentes serão as condições no Paraíso restaurado por Deus! 
 
Nele os redimidos “construirão casas e nelas habitarão; plantarão vinhas e comerão do seu fruto” (Isaías 65:21, ). 
 
Tentar imaginar o que será habitar na Pátria Celestial é um verdadeiro desafio à imaginação humana. 
 
Isto ultrapassa os limites da compreensão humana; mas constitui uma confortadora realidade.

As Escrituras Sagradas nos revelam que quando aceitamos a Cristo como nosso Salvador pessoal tornamo-nos filhos de Deus (Jo 1:11,12). “O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus. Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que também participemos da sua glória” (Romanos 8:16,17, ). 
 
Como filhos e filhas adotados de Deus, recebemos uma herança. 
 
Recebemos a vida eterna e um lar celestial chamado de Nova Jerusalém. 
 
Embora seja legalmente nossa, por enquanto o Pai está cuidando dela. 
 
Quando Jesus voltar em glória e majestade, nós poderemos recebê-la.

Caro amigo leitor, Deus não quer que nenhum de nós fique para trás. 
 
Assim, Ele retarda Sua vinda a fim de nos dar tempo de preparar-nos. 
 
E conta com você e comigo para ajudar os nossos irmãos e irmãs a preparar-se. 
 
Devemos lhes contar sobre a breve vinda de Jesus e que Ele vai trazer consigo o dom da vida eterna. 
 
Ele quer que cada um de nós esteja pronto para receber a herança.

Perguntaram a uma garotinha se ela não tinha medo de ir ao cemitério à noite. 
 
“Oh não! 
 
Disse ela; “não tenho medo, pois minha casa está logo adiante”. 
 
E assim é com todos nós, os que pela fé aceitamos a Jesus Cristo como Salvador.  
 
“A nossa cidade está nos Céus” (Fp 3:20), logo adiante. 
 
Aguardamos ansiosamente o cumprimento da promessa feita ao patriarca Abraão, de uma pátria superior e celestial, de um novo céu e uma nova Terra, onde todos serão felizes. 
 
Não seremos mais “estrangeiros 
 
nem forasteiros, mas concidadãos 
 
dos santos e membros da família 
 
de Deus”. (Efésios 2:19)
 
 
 
 
Valter Desiderio Barreto. 
 
 
 
Salvador, Bahia, 03 de outubro de 
 
2016. 

Nenhum comentário: