Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

quarta-feira, setembro 07, 2016

Katia Rodrigues faz campanha em sua página do face para ajudar Jornalsita a pager multa no TRE/PA.




































O Estado de S. Paulo
22 Fevereiro 2014 


SÃO PAULO - O ex-ministro José Dirceu conseguiu atingir, neste sábado, 22, a arrecadação de mais de R$ 1 milhão para pagar multa imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF), segundo informação divulgada no site criado para obter as doações.

Dez dias após ser lançada, a campanha de ajuda ao ex-ministro conseguiu levantar R$ 1.083.694,38, valor que supera o da multa - de R$ 971.128,92.

O anúncio foi feito na página por meio de uma carta assinada pelos "amigos do Zé".

"Temos uma dívida imensurável com todos vocês que nos apoiaram - contribuindo, divulgando a campanha ou ainda na linha de frente contra as mentiras e perseguições de que esta campanha foi alvo", escreveram os criadores do site.

"O sucesso da campanha só demonstra que Dirceu não está e nunca esteve só. 

Confirma também que há uma parcela significativa da sociedade consciente das graves violações feitas durante o julgamento da AP 470".

Dirceu foi o terceiro petista condenado no mensalão a lançar uma campanha de doações para o pagamento da multa imposta pelo Supremo.

Antes dele, o ex-deputado José Genoíno e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares já tinham criado seus próprios sites e conseguiram quitar suas multas, de R$ 667,5 mil e R$ 466 mil, respectivamente, com o dinheiro arrecadado.

Condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha a 10 anos e 10 meses de prisão em regime fechado, o ex-ministro cumpre pena de 7 anos e 11 meses em regime semiaberto na Penitenciária da Papuda.

Isso porque um recurso contra a condenação de 2 anos e 11 meses de prisão por formação de quadrilha ainda será analisada pelo Supremo. 

CAMPANHA DE AJUDA FINANCEIRA ENTRE AMIGOS, PARA AJUDAR O JORNALISTA VALTER DESIDERIO BARRETO QUITAR SEU DÉBITO DE MULTA ELEITORAL JUNTO AO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL.

Seguindo o exemplo desses três personagens membros da quadrilha dos "Mensaleiros", eu, Katia Rodrigues, amiga do Jornalista Valter Desiderio Barreto, que nunca fez parte de nenhuma quadrilha seja ela de setores públicos ou comuns, antes porém, é um cidadão de bem, que ao longo dos seus 63 anos de idade, só prestou relevantes serviços ao nosso país, basta acessar o blog dele para conhecer um pouco da sua vida pregressa, resolvi fazer uma campanha através do meu face, para arrecadar doações em dinheiro, para saudar uma multa de R$ 45.224, 25 (quarenta e cinco mil reais, duzentos e vinte e quatro reais e vinte e cinco centavos) que lhe foi imposta pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará no dia 18 de setembro de 2008, tramitado e julgado no dia 11 de janeiro de 2010, Processo de número 044/2008, que na realidade, teria que ser paga pelo ex-prefeito de Parauapebas Darci José Lermen.

UM BREVE RELATO DO QUE ACONTECEU COM MEU AMIGO CONFORME ELE MESMO ME CONTOU. 

O Jornalista Valter Desiderio Barreto, possuidor do "Jornal Boca no Trombone do Estado do Pará", tinha um contrato de publicação das ações do governo Darci José Lermen, assim como os demais veículos de comunicação do município de Parauapebas.

Em 2008, ouve a inauguração de uma escola de ensino fundamenta na zona rural, e como sempre o jornalista acompanhava essas ações do então governo do ex-professor Darci José Lermen, dessa vez não foi diferente.

Ao retornar para sua residência tratou logo de fazer a matéria que depois de passada pelo crivo da Assessoria de Comunicação da prefeitura - ASCOM, foi autorizada a sua publicação.

Como àquele ano, era ano de eleição, e o ex-prefeito concorria a conquista do seu segundo mandato consecutivo, partidos adversários entraram com uma ação contra o mesmo de propaganda extemporânea e o Ministério Publico Eleitoral acatou a tal denúncia e tanto o então prefeito Darci José Lermen, como o Jornalista Valter Desiderio Barreto, foram condenados a pagarem uma multa pela matéria publicada. 

Só que no entender de vários advogados, tal multa era de caráter solidário, ou seja, o prefeito Darci Lermen, deveria ter pago também, a multa atribuída ao Valter Desiderio Barreto, porque o mesmo tinha um contrato de prestação de serviços nessa área de marketing do seu governo, mas infelizmente, ele só pagou a multa que lhe cabia.

O Jornalista Valter procurou orientação com uma advogada amiga, como agir nessa situação, ela o orientou a procurar o senhor prefeito Darci, para lhe ajudar quitar a referida multa, o que imediatamente ele fez.

Depois de procurá-lo por duas vezes no seu gabinete, tomando um "xá" de banco das 08 da manhã até a meia noite, foi atendido no segundo dia a meia noite, recebendo a recomendação do mesmo, que o Jornalista só tinha dois minutos para falar com ele.

"Prefeito, eu vim aqui para saber de você, o que você pode fazer para quitar a minha multa junto a Justiça Eleitoral ?", pergunta o Jornalista. 

"Infelizmente, eu não vou poder fazer nada, porque pra eu pagar a minha multa, tive que vender umas cabecinhas de gado que eu criava em um pasto alugado".

Responde o prefeito Darci José Lermen.

O Jornalista não teve nenhuma alternativa, se não dar meia volta, e transtornado com a resposta que tivera daquele que tinha se servido do seu trabalho como profissional de imprensa, ainda que sendo remunerado para tal prestação de serviço, mas até onde vai a consideração de uma pessoa que se beneficiara com sua reeleição para prefeito, que estava praticamente perdida, se não fosse uma revelação bombástica que o Jornalista Valter Desiderio Barreto fizera no seu quinzenário contra seu adversário na véspera da eleição que lhe garantiu a vitória ?

O Valter não tem como pagar essa multa, que na verdade não é dele, e apesar do ex-prefeito Darci José Lermen ter passado mais de 3 anos e meio fora de Parauapebas, porque depois da conclusão do seu segundo mandato migrou-se para a Bahia, e agora voltou para concorrer a cadeira de prefeito pela terceira vez, e não teve a humildade e consideração de procurar a quem ele tanto prejudicou com sua ingratidão, para se redimir, oferecendo-se para quitar seu débito indevido na Justiça Eleitoral, ainda que a Justiça Federal lhe tenha bloqueado 10 Milhões de Reais de sua conta bancária, mas com certeza, ele ainda tem muita reserva em dinheiro depositadas em diversas instituições financeiras.

Por isso apelamos através dessa mensagem que quem desejar ajudar o nosso jornalista Valter Desiderio Barreto, é só depositar qualquer importância na sua Conta Corrente 64.413-7 Agência do Banco do Brasil 3245 - X.

Encaminhem a cópia do recibo de depósito para o e:mail dele: valterbt@gmail.com para que o mesmo seja inserido na mensagem de agradecimento em posterior matéria que será publicada aqui na nossa página do face, após o desfecho dessa campanha de solidariedade com quem foi vítima de injustiça praticada por um político que se dá o luxo de ter 10 milhões de reais bloqueado pela justiça, e não paga 45 mil reais de quem lhe foi útil quando precisou.

Katia Rodrigues, Parauapebas, Pará 07 de setembro de 2016.

Nenhum comentário: