Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

domingo, setembro 11, 2016

Coronel reformado da PM é preso por suspeita de pedofilia no Rio


Oficial foi encontrado com criança de dois anos, nua, em carro.
Ele responderá pelos crimes de estupro de vulnerável e corrupção ativa.

 

Do G1 Rio

Um coronel reformado da Polícia Militar, de 62 anos, foi preso na noite deste sábado (10), após ser encontrado em um carro com uma criança de dois anos, nua. 

Segundo a Polícia Civil, para não ser conduzido e “se manter impune”, ele “ofereceu vantagens” aos policias militares que o detiveram.

Ainda de acordo com a polícia, a delegada Carolina Martins, da Central de Garantias da Cidade da Polícia, autuou o coronel em flagrante pelos crimes de estupro de vulnerável e corrupção ativa. 

Ele foi encaminhado para o Batalhão Especial Prisional (BEP), em Niterói.

A criança foi entregue aos responsáveis legais e será encaminhada à Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) para entrevista de revelação, acrescentou a Polícia Civil. 

A prisão foi realizada por policiais do 22º Batalhão de Polícia.

A Polícia Civil informou ainda que cópias do procedimento serão encaminhadas ao Conselho Tutelar, para garantir a assistência à criança, e à 21ª Delegacia de Polícia (Bonsucesso) para prosseguir na investigação quanto a possíveis envolvidos no crime e apurar de que forma que a criança foi entregue ao coronel, e afirmou ainda que "outras informações não serão divulgadas para não prejudicar a investigação".

Denúncia

De acordo com a PM, policiais do batalhão foram acionadas para checar uma denúncia de estupro de vulnerável em Ramos, na Zona Norte, e chegando ao local, encontrou o carro informado pelo denunciante. 


O veículo foi abordado pelos agentes, e no seu interior estavam o coronel e a criança.

Ainda segundo a Polícia Militar, o homem se identificou como policial reformado e pediu "que a ocorrência fosse encerrada, oferecendo vantagens aos policiais militares. 

A equipe recusou a oferta e o conduziu preso para o registro na Central de Garantias Norte".

A PM acrescentou que o policial reformado, além de responder perante a Justiça comum, também será submetido a um Processo Administrativo Disciplinar que julgará sua expulsão.


Nenhum comentário: