Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

sábado, agosto 20, 2016

Vale apresenta investimentos em Parauapebas


Foi realizado na terça-feira, 16/8, no Hotel Vale dos Carajás, o lançamento da publicação A Vale em Parauapebas. 
O documento reúne os principais investimentos sociais e ambientais feitos pela empresa com a parceria de diversas instituições, além de informações sobre a arrecadação gerada para o município. 
Entre os números revelados na publicação, destacam-se o montante de R$ 225 milhões em Contribuição Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) e Impostos sobre Serviços (ISS) repassados para a cidade somente em 2015 e o apoio a 760 famílias com projetos de geração de trabalho e renda.
A publicação traz ainda informações sobre as iniciativas voltadas para o desenvolvimento e fortalecimento do empresariado local com volume de bens e serviços adquiridos pela Vale diretamente de fornecedores instalados no Pará. 
Em 2015, o total de R$ 2,3 bilhões foi realizado em compras junto a fornecedores de Parauapebas. 
Na cidade, a empresa gera mais de 8 mil empregos diretos.  
Dentre os investimentos ambientais, a empresa é responsável pela preservação  400 mil hectares, o equivalente a 400 mil campos de futebol de Floresta Amazônica localizados no entorno do Completo de Carajás.
Segundo o Gerente Executivo de Relações com Comunidade, João Coral, a publicação é uma forma de apresentar à sociedade a contribuição que a Vale tem dado para o desenvolvimento da cidade. 
“Parauapebas é um dos principais municípios brasileiros, em virtude da atividade de mineração. 
Além do pagamento de impostos e a geração de empregos e de uma cadeia de prestação de serviços, temos exercido nosso papel de contribuir para o desenvolvimento local, como parceiro do poder público, da sociedade civil organizada e de instituições reconhecidas nacionalmente, com iniciativas importantes, que buscam as vocações econômicas do município, como o desenvolvimento do polo técnico-universitário e o estímulo a novos negócios, com a geração de trabalho e renda, ações estruturantes que favorecem o crescimento da cidade com olhar ainda mais voltado para o futuro e de forma paralela à mineração”.
O evento contou com a presença de várias lideranças comunitárias, cujos projetos de suas associações receberam o apoio da Vale. 
Entre elas, a comunidade de Palmares com ação para a melhoria da produção leiteira. 
“A maioria dos produtores hoje, aqueles que tiravam 30 litros dobrou para 60, quem tirava 40 foi para 80, isso é um ganho a mais que o projeto já vem trazendo para a família”, contou o produtor Luiz Santos.
A atividade mineral no sudeste do Pará, iniciada na década de 80, modificou a dinâmica social e econômica da região. 
Com base nos últimos dados divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2010, o Índice de Desenvolvimento Humano de Parauapebas é superior ao de 74% dos municípios brasileiros e está à frente de 98% dos municípios do Pará.
Acompanhe alguns números da Vale em Parauapebas
- R$ 2,3 bilhões em compras de produtos e serviços de empresas locais
- R$ 1,1 bilhão repassados nos últimos três anos em CFEM e ISS
- R$ 46 milhões para construção do IFPA
- R$ 20 milhões em convênio para instalação da UEPA
- R$ 23 milhões para duplicação da rodovia Faruk Salmen
- 400 mil hectares, o equivalente a 400 mil campos de futebol de Floresta Amazônica preservados e protegidos pela empresa no entorno do Completo de Carajás
- 55 mil peças resgatadas em sítios arqueológicos para conservação da história
- 760 famílias diretamente beneficiadas por projetos de geração de trabalho e renda frutos de parcerias em oito comunidades.
- 500 famílias a serem beneficiadas com moradia
- 8.343 pessoas empregadas diretamente nos negócios da Vale no município

Fonte: Assessoria de Imprensa Vale


COMENTÁRIO:

A MINERADORA VALE INVESTE MUITO EM PUBLICAÇÕES MOSTRANDO SEUS "BENEFÍCIOS" NO MUNICÍPIO DE PARAUAPEBAS E REGIÕES POR ONDE ELA PASSA DEIXANDO SEU RASTRO DE DESTRUIÇÃO NA NATUREZA, NO MEIO AMBIENTE E ENTRE MORADORES QUE VIVEM NO ENTORNO DOS SEUS PROJETOS DE EXPLORAÇÃO DE MINÉRIOS, PORÉM, O QUE ELA ALEGA, QUE JÁ INVESTIU NO MUNICÍPIO DE PARAUAPEBAS E NO ESTADO DO PARÁ, NÃO PAGA E NEM COBRE OS PREJUÍZOS QUE ELA JÁ DEU A NATUREZA, AO MEIO AMBIENTE, E A TODOS NÓS BRASILEIROS COM A CONTAMINAÇÃO DOS NOSSOS RIOS, NOSSOS PEIXES E ATÉ A MUDANÇA DO CLIMA E O ECOSSISTEMA DO MUNICÍPIO DE PARAUAPEBAS.

E UMA PARTE DA IMPRENSA MEDÍOCRE E VENAL DE PARAUAPEBAS, NÃO DIZ NADA, NÃO FALA NADA, E NÃO FAZ NADA PARA DESPERTAR O SENSO CRÍTICO DA POPULAÇÃO PARAUAPEBENSE QUE ESTÁ NA IMINÊNCIA DE SE TORNAR VÍTIMA DO MAIOR DESASTRE HÍDRICO DE TODOS OS TEMPOS, COM A ESCASSEZ DE ÁGUA DO RIO PARAUAPEBAS, QUE A CADA DIA ESTÁ DIMINUINDO SEU VOLUME DE ÁGUA PORQUE A VALE ESTÁ EXTRAINDO A ÁGUA DO LENÇOL FREÁTICO POR MEIO DE BOMBAS DE SUCÇÃO POTENTÍSSIMA, PARA LAVAR O MINÉRIO QUE É RETIRADO DAS MINAS DE CARAJÁS.

JÁ ESTIVE NO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE EM BRASÍLIA NO MÊS DE ABRIL DO CORRENTE ANO, ONDE PROTOCOLEI UMA DENÚNCIA CONTRA ESTA MINERADORA, COM FARTO MATERIAL QUE COMPROVAM MINHA DENÚNCIA SOBRE OS ESTRAGOS QUE ESTA MINERADORA TEM PROVOCADO NO MUNICÍPIO DE PARAUAPEBAS E ATÉ O MOMENTO NÃO RECEBEMOS NENHUM RETORNO DA NOSSA DENÚNCIA. 

SÓ ESPERAMOS QUE QUANDO O MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE VENHA SE MANIFESTAR A RESPEITO DA NOSSA DENÚNCIA, NÃO SEJA TARDE DEMAIS PARA SALVAR PELO MENOS, O RIO PARAUAPEBAS, RESPONSÁVEL PELO FORNECIMENTO DE ÁGUA PARA A SOBREVIVÊNCIA DOS MUNÍCIPES.


Valter Desiderio Barreto
 

20 de agosto de 2016.
 

Nenhum comentário: