Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

quinta-feira, agosto 25, 2016

Falta de dignidade de ex-prefeito de Parauapebas Darci José Lermen deixa jornalista em débito com a Justiça Eleitoral

Quero aproveitar essa oportunidade para esclarecer a população de Parauapebas, cidade da qual tenho a grande honra de ser um dos seus pioneiros desde março de 1984, prestando relevantes serviços a este pujante e belo município paraense, como o 1º professor de curso superior na área humanística ministrando as disciplinas de Psicologia, Filosofia e Sociologia, nos três primeiros curso de Ensino Médio, no Colégio de 1º e 2º Graus General Euclydes Figueiredo, por qual motivo estou me dedicando a fazer uma retrospectiva da desastrosa gestão do ex-prefeito Darci José Lermen durante seus 08 anos de mandato consecutivo, através de republicação de matérias veiculadas em blogs no período que o mesmo fôra o chefe do Poder Executivo de Parauapebas. 

Este indivíduo depois de passar 08 anos promovendo uma verdadeira desordem administrativa no nosso município, sendo alvo de diversas denúncias ao Ministério Publico Estadual sobre seus atos lesivos ao erário municipal, sem que até o momento as autoridades do Estado do Pará se manifestaram oficialmente sobre tais denúncias, enriqueceu de uma forma estupenda como gestor municipal, e ao concluir seu mandato, se mudou para o Estado da Bahia, para investir tudo que ganhou como prefeito deste município naquele Estado baiano, passando mais de 03 anos sem dar as caras na nossa cidade, e de repente ele aparece nesse período de eleição visitando residências de moradores, principalmente nas periferias, anunciando sua candidatura a prefeito nestas eleições municipais de 2016, afirmando para cada morador que no seu novo plano de governo para este município, ele vai criar um programa "OPORTUNIDADE PARA TODOS", onde pretende contemplar toda a população com oportunidade de emprego e renda. 

Podemos afirmar categoricamente que ele mais uma vez está tentando enganar a população parauapebense, com promessas eleitoreiras visando tão somente conquistar a cadeira de prefeito, e depois vai fazer a mesma coisa que fizera nos seus 08 anos de desgoverno no nosso município, ou até pior. 

Ele mente quando afirma para as pessoas na cidade que ama este lugar e a população deste município, porque se realmente ele amasse este lugar e a sua população, ele teria investido o que ganhou como alcaide, aqui no município, e não ter se mudado para a Bahia, dando "OPORTUNIDADE PARA TODOS", naquele Estado nordestino. 

Infelizmente tive o desprazer de prestar serviço ao governo deste cidadão no seu segundo mandato de prefeito, através do meu quinzenário "Boca no Trombone do Estado do Pará", onde o meu papel assim como dos outros veículos de comunicação, era blindar o seu governo e publicar todas as ações de seu desastroso governo. 

Afinal de contas, como profissionais desta área de comunicação, a nossa obrigação como contratado por qualquer órgão público ou empresário para prestar-lhes serviço de publicidade é honrar o que foi acordado no contrato assinado com tais clientes. 

E por ter sido fiel ao compromisso assumido com este cidadão então prefeito de Parauapebas Darci José Lermen, hoje me encontro prejudicado com um débito na Justiça Eleitoral, e meu Título de Eleitor bloqueado, não podendo exercer meu direito de cidadão de participar do processo eleitoral, como eleitor credenciado a votar em quem eu achar que mereça o meu voto, por causa de uma MULTA ELEITORAL que no momento está em R$ 45.000,00 (QUARENTA E CINCO MIL, E UMA FRAÇÃO), multa essa, gerada por uma matéria que divulgava a inauguração de uma escola de ensino fundamental na zona rural. 

Segundo os profissionais do Direito, essa multa pela qual me encontro em débito com a Justiça Eleitoral, seria uma "Multa Solidária", porque no entendimento desses profissionais, eu tinha um relacionamento com o governo desse cidadão através de um contrato de prestação de serviço usando o nosso jornal e que para publicar as matérias éramos submetidos a autorização da Assessoria de Comunicação, ASCOM, setor responsável pelas informações e disciplinas das ações do governo. 

A referida matéria foi alvo de denúncia ao Ministério Público contra o então gestor Darci José Lermen por "propaganda extemporânea", o que foi acatado pelo Justiça Eleitoral, sendo aplicado uma multa contra o gestor acima citado e por tabela, ao nosso jornal. 

Ele, o ex-prefeito Darci José Lermen pagou sua multa, a minha, infelizmente, ele não pagou, o que só fiquei sabendo através da minha advogada, que me orientou que eu o procurasse para negociar com o mesmo, a quitação dessa dívida com a Justiça Eleitoral, que na realidade não é meu, e sim do governo desse cidadão que agora quer dar "OPORTUNIDADE PARA TODOS", caso se eleja prefeito. 


Quando o procurei no seu gabinete para tratar desse assunto, ele me deu um xá de banco durante dois dias, das 08 horas da manhã, até a meia noite, quando o mesmo me recebera, e comecei a questionar com ele a respeito desta multa, ele simplesmente, e cinicamente me responde que não poderia fazer nada por mim, porque para ele pagar a multa dele, ele teve que vender umas cabecinhas de gado. 

Saí de sua presença desapontado com a atitude daquele indivíduo que me dediquei a blindar o seu governo por força da minha fidelidade ao mesmo, como também pela amizade que o mesmo dizia ter pela minha pessoa. 

Meu único consolo ao saí da sua presença, foi entrar em um dos banheiros masculino existente no prédio da prefeitura, e chorar, não sabia se meu choro era de ódio, de mágoa, ou de desespero por não ter como pagar àquele débito com a Justiça Eleitoral, que eu tinha certeza que não era meu, e que com o passar dos anos, só vai aumentando. 

Agora uma pergunta que não quer calar. 

Será que um indivíduo desse que fingia ser amigo de alguém enquanto estava sendo servido pelos serviços prestado deste alguém, ainda que tal serviço era de caráter profissional, no momento que se encontra nessa situação que me encontrei e ainda me encontro merece confiança das pessoas ? 

Hora, se ele fez isso com quem ela dizia ser ser amigo, ou que não é capaz de fazer com quem não é seu amigo, apenas conhecido ? 

Finalmente, quero deixar um recado aqui para todas as pessoas que estão se melindrando com minha atitude em relação as matérias que tenho publicado mostrando os bastidores do comportamento deste elemento de nome Darci José Lermen, quando foi prefeito de Parauapebas durante seus 08 anos de mandato, que se quiserem tomar as dores deste indivíduo, que paguem o meu débito na Justiça Eleitoral, ou então não se envolva nessa guerra entre mim e ele, porque com certeza eu não os pouparei também. 

Estou disposto a mais uma vez ser denunciado na justiça pela minha atitude contra esse elemento, e com certeza, só eu mesmo vou pagar o preço de minhas ações, sem envolver ninguém.

Não vi até agora ninguém tomar as minhas dores pelo constrangimento que tenho passado por está em débito com a Justiça Eleitoral. 

Não tive a sorte que Delúbio Soares e José Dirceu tiveram, quando seus simpatizantes fizeram campanhas para arrecadarem dinheiro, para pagarem suas multas de condenação pelo envolvimento com o Mensalão, onde cada um conseguiu arrecadar mais de Um Milhão de Reais. 

Mas esse feito só consegue quem é bandido nesse país, pessoas honestas como eu e outras, não conseguem esse ato de solidariedade.


Tenho dito !

Valter Desiderio Barreto.  



Nenhum comentário: